Construindo um mundo mais consciente para um futuro saudável

  • -

Construindo um mundo mais consciente para um futuro saudável

Category : Notícias

Questões relacionadas ao meio ambiente se tornaram parte da rotina das crianças de 4 anos na comunidade be.Living. Ao trazerem questionamentos de situações reais que presenciaram fora da escola, como o descarte incorreto de lixo nas vias públicas, elas foram convidadas a refletir um pouco mais sobre os diferentes tipos de lixo que produzimos na escola  e pensar em uma maneira mais “saudável” de descartá-los.

Conversamos sobre o lixo seco (reciclável) e o úmido (orgânico), sobre as possibilidades de transformar o lixo seco em algo reutilizável, como por exemplo: um pote de iogurte  virar um chocalho para a aula de música ou um papel  ser desenhado várias vezes, frente e verso,  antes de ir para o lixo.

Além disso, elas perceberam que se misturassem o lixo reciclável com o orgânico seria impossível reutilizá-los para uma outra função, pois ficaria totalmente sujo. O mais importante é que foram percebendo que ao descartar o lixo adequadamente, separando o seco do úmido, o planeta ficaria com menos lixo, menos sujo. Isso os levou a repensar sobre algumas ações positivas para mudar a atitude e o hábito relacionados ao descarte do lixo na comunidade. Na sala de aula, eles construíram com uma caixa de papelão um lixo somente para papeis e nos recipientes da escola colocaram placas explicativas para o descarte adequado dos diferentes tipos de lixo. Produziram também um panfleto com uma campanha explicando como e o porquê de separarmos o lixo e visitaram todos os grupos da escola e os funcionários. Com essa ação mobilizaram todos para mudanças de atitude e hábito visando a construção de uma sociedade mais sustentável, mais consciente das causas e efeitos do homem na natureza.

Este trabalho ainda está em andamento e o próximo passo é construirmos nossa própria composteira (compostagem) onde produziremos adubo a partir do lixo orgânico gerado na cozinha da escola.

O envolvimento e a preocupação em reverter as devastações feitas por nós mesmos no planeta dependem das mudanças de atitude e hábito dos nossos pequenos, que serão o futuro. Desenvolver uma criança crítica, consciente e protagonista da transformação é construir a esperança de um futuro melhor, de um mundo mais sustentável e saudável para se viver.